Macuco RJ / UCAMPROMINAS – Universidade Candido Mendes

A Universidade Candido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Macuco – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu, Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização.

Conheça um pouco mais da Cidade de Macuco – Rio de Janeiro.

Macuco é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Localiza-se a uma latitude 21º59’02” sul e a uma longitude 42º15’10” oeste, estando a uma altitude de 266 metros. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população era de 5 530 habitantes em 2014. É o município fluminense com a menor população. Possui uma área de 77,6 km².

O desenvolvimento Macuco deve-se, principalmente ao Barão de Nova Friburgo; responsável pela execução da malha ferroviária para escoar a produção cafeeira de suas fazendas e região para a cidade do Rio de Janeiro – então capital do Império- em meados de 1860. Bernardo Clemente Pinto, cantagalense, adicionou ramais a primitiva ferrovia, prosperando o povoado de Macuco. O povoamento teve origem nos arredores fazenda Cordeiro graças aos fluxos de colonização que se dirigiram para a localidade de Macuco e, também, de Cordeiro.

Subordinado ao município de Cantagalo, o então distrito de Cordeiro consegue sua autonomia municipal em 1943. O distrito de Macuco deixa de pertencer a Cantagalo e passa a ser incorporado territorialmente ao novo município de Cordeiro.

O antigo distrito do município de Cordeiro, Macuco, foi emancipado, após plebiscito realizado entre a população local, no dia 28 de dezembro de 1995 em ato solene realizado no Palácio do Ingá (Palácio Nilo Peçanha)[2], em Niterói, pela Lei n°2497, sancionada pelo Governador Marcello Alencar. Em 1997, foi instalado o município de Macuco, antigo segundo distrito de Cordeiro, como resultante de sua primeira eleição municipal, em 1996, na qual concorreram José Carlos Boaretto (PDT) e Maurício Bittencourt Papelbaum (PPB), este último tendo vencido as duas primeiras eleições, administrou o novo município por dois mandatos, até 2004.

O ex-prefeito Rogério Bianchini (PMDB) cumpriu dois mandatos (2005 – 2012), após ter sido vice-prefeito nos dois mandatos anteriores. Nas eleições de 2012 foi eleito Félix Lengruber (PMDB), que assumiu a gestão da cidade de 2013 a 2016. No pleito de 2016, o candidato Bruno Boaretto (PHS) venceu com ampla vantagem e assumiu a prefeitura da cidade em 2017. Boaretto é sobrinho de José Carlos Boaretto, um dos maiores idealizadores da emancipação do município.

A principal atividade econômica de Macuco é a pecuária leiteira, e no município encontra-se instalada a Cooperativa Regional Agro-Pecuária de Macuco, segunda maior processadora de leite do estado.

Desde 2005, Macuco abriga também uma unidade da CCA Laticínios, fabricante de leite de cabra em pó.