Pós Graduação Univ Candido Mendes – UCAMPROMINAS – RONDÔNIA /RO

rondonia bandeiraA Universidade Cândido Mendes e o Instituto Prominas chegaram ao Estado de Sergipe-  SE, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu (Especialização), Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de seu estado para estudar sua Especialização. Não perca esta oportunidade, ligue para nós que indicaremos o representante credenciado mais próximoNo final desta reportagem, escolha a cidade de sua formação.

Rondônia é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está localizado na região Norte e tem como limites os estados do Mato Grosso a leste, Amazonas ao norte, Acre a oeste e a República da Bolívia a oeste e sul. O estado possui 52 municípios e ocupa uma área de 237.576,167 km², equivalente ao território da Romenia e quase cinco vezes maior que a Croácia. Sua capital e município mais populoso é Porto Velho. Além desta, há outras cidades importantes como Ji-Paraná, Ariquemes, Cacoal, Guajará-Mirim, Jaru, Rolim de Moura e Vilhena.

Pertencente à Região Norte do Brasil, é o terceiro estado mais populoso desta macrorregião, com seus 1,7 milhão de habitantes em 2013, sendo superado apenas pelo Pará e Amazonas. No entanto, apenas dois de seus municípios possuem população acima de 100 mil habitantes: Porto Velho, a capital e sua maior cidade com 450 mil habitantes em 2012, e Ji-Paraná, com quase 120 mil habitantes. A população rondoniense é uma das mais diversificadas do Brasil, composta de migrantes oriundos de todas as regiões do país, dentre os quais destacam-se os goianos, paranaenses, paulistas, mineiros, gaúchos, capixabas, baianos, mato grossenses e sergipanos (cuja presença é marcante nas cidades do interior do estado), além de cearenses, maranhenses, amazonenses e acreanos, que fixaram-se na capital, preservando-se ainda os fortes traços amazônicos da população nativa nas cidades banhadas por grandes rios, sobretudo em Porto Velho e Guajará-Mirim, as duas cidades mais antigas do estado.

Rondônia é o estado com a maior porcentagem de evangélicos do Brasil e também o 3º estado mais rico da região Norte, responsável por 11,7% do PIB da região. Apesar de ser um estado jovem (criado em 1982), possui o 3º melhor Índice de Desenvolvimento Humano, o 2º maior PIB per capita, a 2ª menor taxa de mortalidade infantil e a 3ª menor taxa de analfabetismo entre todos os estados das regiões Norte e Nordeste do país, além da 2ª maior teledensidade do Brasil. Entre 2002 e 2010 o estado apresentou 63,9% de crescimento acumulado do PIB, sendo o 2º estado brasileiro que mais cresceu no período. Rondônia possui ainda a menor incidência de pobreza e o melhor desempenho na avaliação do PISA 2009, entre todos os estados das regiões Norte e Nordeste e também a 4ª melhor distribuição de renda de todo o Brasil, e o melhor fora da Região Sul do país.

O relevo é suavemente ondulado; 94% do território encontra-se entre as altitudes de 100 e 600 metros. Madeira, Ji-Paraná, Guaporé e Mamoré são os rios principais. O clima é equatorial e a economia é baseada na pecuária e na agricultura (café,cacau, arroz, mandioca, milho) e no extrativismo da madeira, de minérios e da borracha.

CLIQUE ABAIXO – Conheça abaixo as cidades que atendemos:

01 Alta Floresta d’Oesterondonia mapa
02 Alto Alegre do Parecis
03 Alto Paraíso
04 Alvorada d’Oeste
05 Ariquemes
06 Buritis
07 Cabixi
08 Cacaulândia
09 Cacoal
10 Campo Novo de Rondônia
11 Candeias do Jamari
12 Castanheiras
13 Cerejeiras
14 Chupinguaia
15 Colorado do Oeste
16 Corumbiara
17 Costa Marques
18 Cujubim
19 Espigão d’Oeste
20 Governador Jorge Teixeira
21 Guajará-Mirim
22 Jamari
23 Jaru
24 Ji-Parana
25 Machadinho d’Oeste
26 Ministro Andreazza
27 Mirante da Serra
28 Monte Negro
29 Nova Brasilândia d’Oeste
30 Nova Mamoré
31 Nova União
32 Novo Horizonte do Oeste
33 Ouro Preto do Oeste
34 Parecis
35 Pimenta Bueno
36 Pimenteiras do Oeste
37 Porto Velho
38 Presidente Médici
39 Primavera de Rondônia
40 Rio Crespo
41 Rolim de Moura
42 Santa Luzia d’Oeste
43 São Felipe d’Oeste
44 São Francisco do Guaporé
45 São Miguel do Guaporé
46 Seringueiras
47 Teixeirópolis
48 Theobroma
49 Urupá
50 Vale do Anari
51 Vale do Paraíso
52 Vilhena

Japeri RJ – UCAMPROMINAS – Pós Graduação Univ Cândido Mendes

A Universidade Cândido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Japeri na Baixada Fluminense – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu (Especialização / 6 Meses / 495hs), Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação Profissional. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização. Não perca esta oportunidade, ligue para nós que indicaremos o representante credenciado mais próximo.

Japeri é um município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localiza-se a 22º38’35” de latitude sul e 43º39’12” de longitude oeste, a 30 metros de altitude. A população verificada na contagem de 2009 foi de 101 690 habitantes. Ocupa uma área de 82,954 km², limitada pelos municípios de Paracambi, Seropédica, Queimados, Miguel Pereira e Nova Iguaçu. Banhado pelos rios Guandu, Santana, Rio dos Poços, Rio d’Ouro, Santo Antônio, Ribeirão das Lages e São Pedro, é cortado pela RJ-125, chamada “Rodovia Ary Schiavo” a partir de 9 de fevereiro de 1993, segundo a Lei 2 069.

“Japeri” se originou de yaperi, termo tupi que significa “aquilo que flutua” e que designava uma planta semelhante ao junco que abundava nos pântanos da região.

O primeiro nome conhecido da região hoje ocupada pela cidade foi “Engenho de Pedro Dias”. Em seguida, mudou seu nome para “Belém”, sendo pertencente à Freguesia da Sacra Família do Caminho Novo do Tinguá. O primeiro núcleo de povoamento da região se formou ao redor da Capela de Nossa Senhora de Belém e do Menino Deus.

É conhecido, principalmente, por estar localizado ser a última estação do maior ramal da Estrada de Ferro Central do Brasil, cuja imagem já foi estampa de selos no Brasil. A construção data de 1858 e foi incorporada à Estrada de Ferro Central do Brasil em 1903. Foi a primeira parada das composições para São Paulo (entre elas, o Trem de Prata). Um raio destruiu parte do prédio histórico, nos meados dos anos 1980.

A Lei 1 472, de 28 de abril de 1952, elevou a região à condição de distrito do município de Nova Iguaçu, já com o seu atual nome: Japeri. A Lei 1 902, de 2 de dezembro de 1991, conferiu-lhe a condição de município independente.

Na figura do 6º distrito de Nova Iguaçu, Japeri emancipou-se daquela cidade em 30 de junho de 1991, através de plebiscito estabelecido anteriormente pela Constituição Estadual de 1988. Desde então, a localidade tem experimentado os desafios da autonomia política. Os prefeitos e as legislaturas que governaram o município não conseguiram barrar o crescimento desordenado, prevalecendo ainda problemas com trânsito, transporte, água e esgoto, habitação, e principalmente educação. Moradores apontam como causa principal dos problemas locais a inépcia para o interesse público e a corrupção.

Hoje, o município dispõe de crescente número de lojas comerciais e serviços importantes, como comércio, bancos, telecomunicações e apresenta aptidão para o lazer. Nas proximidades de Engenheiro Pedreira, encontra-se o primeiro campo de golfe público do país, abonado pela Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro. Conta com uma pista de voo livre, no Pico da Coragem e diversas opções de lazer ecológico, como trilhas e cachoeiras. A atividade industrial tem aparecido no município, nos últimos anos, graças às políticas públicas de incentivo, que levaram em conta a permissão de desgaste social e ambiental, a renúncia fiscal e a participação estatal. Há indícios de ilícitos em diversos empreendimentos, cujos exemplos mais notáveis são as instalações de Casa Granado.

Há escolas de ensino fundamental e médio, públicas e particulares, porém nenhum campus universitário. O setor educacional, assim como em todo o Estado, tem apresentado resultados negativos em suas finalidades. Há relatos de alunos que chegam ao ensino médio sem saber ler e escrever corretamente. O índice de desenvolvimento humano, índice da Organização das Nações Unidas que mensura o desenvolvimento social, aponta para uma grave defasagem do sistema educacional.

Servidores da Prefeitura de Japeri,  Governo do Estado, Servidores Federais, Empresas Conveniadas e Professores tem descontos exclusivos. 

Pós Graduação Univ Candido Mendes – UCAM/Prominas – Mesquita RJ

A Universidade Cândido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Mesquita na  Baixada Fluminense – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu (Especialização / 6 Meses / 495hs), Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização. Não perca esta oportunidade, ligue para nós que indicaremos o representante credenciado mais próximo.

Central de Atendimento: (21) 2682-1271 / (21) 8641-1628 / (21) 8112-1604 

E-mail: eadriodejaneiro@gmail.com

Conheça um pouco mais da Cidade de Mesquita– Rio de Janeiro

Mesquita é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro, emancipado de Nova Iguaçu. Sua população em 2010 é de 168 403 habitantes, de acordo com o IBGE. O nome Mesquita é uma referência ao Barão de Mesquita, proprietário das fazendas que hoje constituem a região central do município. Mesquita conquistou sua emancipação no final da década de 1990, sendo o município mais recente da Baixada Fluminense. Faz parte da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Em 1999, após uma batalha judicial que envolveu o Comitê Pró-Emancipação, a Câmara de Vereadores e a Prefeitura de Nova Iguaçu, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro e o Supremo Tribunal Federal, este último decidiu pela emancipação de Mesquita do município de Nova Iguaçu.

Em 15 de setembro de 1999 é votado o Projeto de Lei da Emancipação e em 25 de setembro de 1999, o então governador Anthony Garotinho, sancionou a lei que cria o município de Mesquita.

As primeiras eleições da cidade ocorrem em 2000, saindo-se vitorioso José Montes Paixão. A cidade é instalada no dia 1.º de janeiro de 2001.

O Parque Municipal de Nova Iguaçu é o primeiro geoparque do Rio de Janeiro e nele está localizada a nascente do rio Dona Eugênia, principal rio do município. Este parque possui uma cratera vulcânica e tipos rochosos associados, além de remanescentes da Mata Atlântica. O Maciço do Mendanha domina a paisagem do município. Mesquita também possui muitas cachoeiras e matas.

Mesquita limita-se com os municípios de: Nova Iguaçu, a norte; Nilópolis, a sul; Belford Roxo, a leste; São João de Meriti, a sudeste e Rio de Janeiro, a oeste.

Em 2009, através da Lei Complementar N° 009, os dezessete bairros do município de Mesquita foram redistribuída em três distritos recém criados: Centro, Vila Emil e Banco de Areia.

Os principais acessos rodoviários de Mesquita são: a Via Light, que corta o bairros de Jacutinga e Rocha Sobrinho. sendo a principal ligação para a cidade do Rio de Janeiro junto com a Rodovia Presidente Dutra.

Mesquita é cortada pela ferrovia da Linha Japeri, que conecta a Central do Brasil e o município de Japeri, sendo servida por três estações:

  • Édson Passos
  • Mesquita
  • Presidente Juscelino

O principal esporte praticado em Mesquita é o futebol. Os principais clubes de futebol da cidade são o Mesquita Futebol Clube e a Associação Atlética Volantes, que disputam o Campeonato Carioca. O município também abriga dois estádios: o Estádio Niélsen Louzada e o Estádio Giulite Coutinho, este último também conhecido como Estádio de Edson Passos, que é a casa do America Football Club.

Servidores da Prefeitura de Mesquita e do Governo do Estado tem descontos exclusivos. Descontos válidos somente através do telefone:

Ligue e Confira: (21) 2682-1271