Barra Mansa RJ / UCAMPROMINAS – Universidade Candido Mendes

A Universidade Candido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Barra Mansa na microrregião do Vale do Paraíba – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu, Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização.

Conheça um pouco mais da Cidade de Barra Mansa – Rio de Janeiro

Barra Mansa é um município brasileiro situado no sul do estado do Rio de Janeiro. Fica na microrregião do Vale do Paraíba, dentro da mesorregião do Sul Fluminense.

Sua população estimada em 2017 era de 179.451 habitantes, formando uma conurbação com as cidades de Volta Redonda e Pinheiral com uma população de mais de 450 mil habitantes. Possui uma área de 548,9 km².

O centro administrativo e legislativo fica no bairro Centro. Nele estão localizados a prefeitura e a câmara municipal. O centro judiciário é o bairro Barbará, onde está situado o fórum municipal.Em 1954 o distrito de Volta Redonda emancipou-se e, em 1991, foi a vez de Quatis, levando consigo os distritos de Ribeirão de São Joaquim e Falcão.

A população de Barra Mansa é composta por descendentes de imigrantes europeus (principalmente portugueses, italianos, e espanhóis), mas também de franceses e alemães, além de uma dinâmica colônia sírio-libanesa, assim como também de ameríndios e de descendentes de africanos.

O município apresenta a segunda maior população da mesorregião Sul Fluminense, possui mais de 528 unidades industriais, um grande entroncamento ferroviário, rodoviário e fluvial. Situa-se em uma região privilegiada, próxima às duas maiores metrópoles brasileiras: Rio de Janeiro e São Paulo. Está próximo também a centros econômicos regionais como São José dos Campos, Juiz de Fora e Volta Redonda.

Barra Mansa exibe uma renda per capita acima da média nacional, de R$ 13.956,15[5], e possui um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado elevado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, de 0,806 (ano 2000). É sexta no ranking de melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M) entre os municípios fluminenses.

Entre os principais monumentos do município estão: Fazenda da Posse, Prefeitura, Palácio Barão de Guapi, Parque Centenário e Ponte dos Arcos – principal cartão-postal da cidade que ganhou em 2014 destaque no centro, com a reprodução de seu desenho nas calçadas da Avenida Joaquim Leite e arredores.

Por volta do ano de 1700, chegar a São Paulo era uma tarefa quase impossível, por causa da barreira natural criada pela Serra do Mar. Mas, para que a viagem se tornasse mais rápida, o então governador Luís Vaía Monteiro ordenou que fosse aberto um caminho através da serra de Itaguaí.

Depois de concluído o caminho, várias incursões foram feitas até o rio Paraíba do Sul, mas sem o compromisso de se formar povoados ou vilas. Estas incursões eram quase sempre formadas por aventureiros à procura de ouro. O primeiro indício de povoamento se deu em 1764 quando Francisco Gonçalves de Carvalho obteve junto ao vice-rei D. Antônio Álvares da Cunha, uma sesmaria para fundar uma fazenda de gado e mantimentos (Fazenda da Posse (em inglês) ) entre o rio Paraíba do Sul e o rio Bananal, exatamente no local onde se encontrava um córrego chamado de Barra Seca ou Barra Mansa.

Em 1764, o Vice Rei do Brasil, D. Antônio Álvares da Cunha, concedeu uma sesmaria ao fazendeiro Francisco Gonçalves de Carvalho. Assim nascia nessas terras a primeira edificação da Vila de São Sebastião da Barra Mansa. Construída às margens do Rio Barra Mansa e do Rio Paraíba do Sul, a fazenda da Posse, datada de 1768.

Em 1765, José Alberto Monteiro também obteve do vice-rei uma sesmaria à margem do Rio Paraíba, onde é hoje a cidade de Volta Redonda. Com o passar dos anos, estas sesmarias foram mudando de donos, até que, por volta de 1827, chegaram, por herança, às mãos do Coronel Custódio Ferreira Leite, o Barão de Aiuruoca, fundador do município. A partir daí, o local tornou-se ponto obrigatório de passagem de tropas de viajantes a caminho de portos marítimos. Em 1800, nas terras de Henrique Magalhães, bem próximas à foz do rio Barra Mansa, já existia um engenho e uma capela. Aos poucos, um pequeno núcleo populacional começou a surgir e o início do povoamento animou o Coronel Custódio Ferreira Leite, que mandou construir outra capela, à margem direita do Paraíba, também dedicada a São Sebastião, localizava-se quase em frente à Fazenda Ano Bom, na margem oposta do rio.

O pequeno povoado foi crescendo e, em 3 de outubro de 1832, graças a um ofício dirigido à Assembleia Geral Legislativa do Império, foi criada a Vila de São Sebastião de Barra Mansa, passando a fazer parte da vila terras desmembradas das vizinhas Resende, Valença e São João Marcos. Em 1954, devido a uma manobra política, teve emancipado o até então distrito de Santo Antônio de Volta Redonda e em 1991 os distritos de Quatis, Falcão e Ribeirão de São Joaquim.

Areal RJ / UCAMPROMINAS – Universidade Candido Mendes

A Universidade Candido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Areal  – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu, Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização.

Conheça um pouco mais da Cidade de Areal – Rio de Janeiro

Areal é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 12.471 habitantes e sua área territorial é de 110,919 km².

A história da criação e desenvolvimento de Areal começa com a decadência do Ciclo de Ouro em Minas Gerais. Em busca de novas atividades econômicas para expansão, exploradores e colonizadores viram no plantio do café uma saída, pois naquela época tinha se tornado uma atividade promissora. Como as terras de Minas não eram exatamente apropriadas para esse tipo de lavoura, brasileiros e portugueses se deslocaram em direção a província do Rio de Janeiro, passando pela região arealense.

Durante o percurso vários desbravadores permaneceram na região, na expectativa de desenvolver algum tipo de comércio, como o abastecimento de tropas e tropeiros que por ali passavam, além de prestarem serviços de suprimento das lavouras. E através da parada (ou estação para diligência) surgiu outro tipo de atividade como a troca de animais de tração no percurso, abastecimento, compra e venda de produtos, especialmente pelo fato da estação estar próxima a cidades vizinhas. Foi criada então a estação inicial e terminal da linha de diligências entre Areal e Três Rios (na época conhecida como Entre Rios).

O nome da cidade surgiu devido ao areal que existia no local onde, atualmente, está a Igreja do Centro da cidade. Quando os viajantes eram indagados sobre o ponto no qual parariam ou desembarcariam, os mesmos, por não saberem e não existir um nome definido para o lugar, diziam que o seu destino era uma parada onde havia um areal. Por ser de uso comum, o nome ficou e a Estação passou a ser conhecida como “Estação Areal” ou “Parada Areal”. Uma curiosidade é que antes de ser definido como 7º distrito de Paraíba Sul, em 17 de dezembro de 1895 com o nome oficial de Areal e, com a mesma denominação como o 4º distrito de Três Rios, seu nome era o de Barra do Rio Preto.

A estrada ferro chega em 1900 e nessa data termina o tráfego das diligências, que possuía até então um barracão para guardar os carros perto do atual Colégio Mariano Procópio. Com a estrada de ferro, o local passa a se desenvolver rapidamente. E com o passar dos anos, se instala na cidade a empresa CBEE (Companhia Brasileira de Energia Elétrica) que construiu uma represa retendo as águas do rio Preto, em 1949. Tal empreendimento proporcionou o aumento da contratação de mão de obra, movimentando e ajudando a criação de vários setores econômicos e ainda estabilizou o serviço de luz e força locais, substituindo a antiga empresa Arealense de Energia Elétrica.

Outro fator importante para o desenvolvimento de Areal foi a localização da cidade, pois a Estrada União e Indústria e a Estrada Rio-Bahia atravessam o município. O grande fluxo de veículos trouxe benefícios para o comércio em geral, colaborando para o desenvolvimento econômico, urbanístico, social, entre outros. Porém, esse processo foi interrompido com a abertura da Estrada Rio-Juiz de Fora, que passa por fora do centro da cidade. A nova estrada trouxe melhoria e modernidade em comunicações e transportes, mas impôs necessidades e grandes esforços que resultaram em novas estratégias para o desenvolvimento e equilíbrio da vida local.

Areal também esta marcada na história do país, pois em 31 de março de 1964, as tropas que vinham de Juiz de Fora para realizar o Golpe Militar, encontraram as do Rio e a tensão de que houvesse um combate era grande. Foi nessa data, em Areal, que os oficiais, de ambas as tropas, entraram em um acordo e seguiram o caminho em direção ao Rio de Janeiro para tirar João Goulart da presidência. A população local, na época, ficou aflita temendo que o pior acontecesse. O silêncio que imperou na cidade durante aquele dia, terminou em pouco tempo com a partida das tropas e sem haver um confronto.

Em 1963 houve outro movimento emancipacionista (para as regiões de Areal e Bemposta). Na época a legislação fazia mais e maiores exigências colocando vários obstáculos à criação de municípios novos. Entretanto, o movimento se organizou e foram tomadas as medidas de dinamização e divulgação necessária. O grupo emancipacionista de 1963 contava com a liderança do Sr. Nelson A.

A iniciativa não deu certo novamente. Quase trinta anos se passaram quando as iniciativas anteriores foram relembradas e surgiu um novo movimento para a emancipação de Areal, no dia 30 de novembro de 1990. Em 10 de abril de 1992, cumprida todas as formalidades legais e constitucionais Areal estava juridicamente emancipado e declarado município novo, devendo continuar vinculado a Três Rios até 31 de dezembro de 1992, sendo, no período, realizada a campanha eleitoral e a eleição dos seus primeiros vereadores, prefeito e vice-prefeito. No dia 1º de janeiro de 1993, tomaram posse o primeiro prefeito e vice-prefeito, mais os nove vereadores eleitos pelo povo arealense. Areal, além de ser parte da história do país e de fazer parte do Caminho Novo da Estrada Real, se destaca pela beleza natural, atraindo turistas para atividades ao ar livre com cavalgadas ecológicas, caminhadas monitoradas, visitação de floriculturas, orquidários, fazendas e sítios que fabricam queijos, doces e licores caseiros, entre outros.

Faculdade Unica Itapecerica da Serra – SP – Concurso Público é promovido pela Prefeitura de Itapecerica da Serra – SP – Projeto Concurseiro

Resultado de imagem para itapecerica da serra

Prefeitura Municipal de Itapecerica da Serra – SP anuncia Concurso Público referente á admissão de 54 profissionais que tenham Ensino Médio; Técnico; Superior nas áreas exigidas.

As oportunidades ofertadas são para as áreas de: Assistente Social (1); Jardineiro (1); Médico do Trabalho (1); Oficial de Escola (6); Professor de Educação Física (3); Professor P2 (10); Professor P3 (10); Professor P4 – Artes (10); Professor P4 – Educação Física (5); Psicólogo (2); Supervisor de Ensino (4); Técnico em Contabilidade (1).

Em regime de trabalho de 23h a 40 horas semanais, os profissionais contratados farão jus à remuneração de R$ 28,12 por hora a R$ 3.945,66.

As inscrições serão realizadas a partir de hoje, 12 de junho de 2019, até o dia 14 de julho de 2019, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico www.institutoindec.com.br. O valor da taxa é de R$ 65,00 e R$ 85,00.

Como método de seleção, será realizada Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; Prova Dissertativa; Prova Prática; Prova de Títulos. Está previsto o dia 25 de agosto de 2019 para realização das provas, em locais a serem divulgados posteriormente.

O presente certame terá validade de dois anos, contados da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Informações complementares você pode obter por meio do documento oficial disponível em nosso site.

E, para lhe auxiliar nos estudos, o melhor é realizar um curso conosco. Realize uma Pós Graduação, com valores acessíveis, em até 06 meses e ganhe:

1° Curso Preparatório para Concursos Públicos com vídeo-aula;

2° Estudos na área para auxiliar em sua prova de conhecimentos específicos;

3° Pontuação na prova de títulos;

4° Acensão no plano de carreiras.

Vem para a melhor!