Pós Graduação Univ Candido Mendes – UCAM/Prominas – Itaocara RJ

A Universidade Cândido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Itaocara no Noroeste Fluminense– RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu (Especialização / 6 Meses / 495hs), Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização. Não perca esta oportunidade, ligue para nós que indicaremos o representante credenciado mais próximo.

Central de Atendimento: (21) 2682-1271 / (21) 8641-1628 / (21) 8112-1604

E-mail: eadriodejaneiro@gmail.com

Conheça um pouco mais da Cidade de Itaocara– Rio de Janeiro

itaocara - ucamprominas - entrada da cidadeDevido à luta entre os índios Coroados e Puris, os religiosos Capuchinhos que colonizavam São Fidélis sentiram a necessidade de criar, no local das divergências, uma nova aldeia, que, acolhendo uma das tribos, separasse os litigiantes. Em 1809, o frei Tomás, da cidade de Castelo, chegou às terras escolhidas para a fundação da aldeia, a qual denominou São José de Dom Marcos, em homenagem ao antigo vice-rei Marcos de Noronha e Brito. O nome escolhido não criou raízes no pensamento dos habitantes, que preferiram designar o local de “Itaocara”, termo tupi que significa “praça de pedra”, através da junção dos termos itá (“pedra”) e okara (“praça”), em referência ao penhasco que lhe ficava fronteiro, na margem oposta do Rio Paraíba do Sul.

No século XIX e início do século XX, como o ocorrido em todo o interior do estado, recebeu significativa mão de obra de imigrantes, sobretudo de origem sírio-libanesa.

Está a uma altitude de sessenta metros. Sua população estimada, em 2010, era de 22 902 habitantes. Possui uma área de 429,68 km². Localiza-se na margem direita do Rio Paraíba do Sul.
O município possui seis distritos. Batatal, que era um bairro, passou a ser o Sexto Distrito devido à construção da Hidrelétrica de Itaocara.

Distritositaocara - ucamprominas - praça da igreja

1. Itaocara
2. Laranjais
3. Portela
4. Jaguarembé
5. Estrada Nova
6. Batatal

 

itaocara - ucamprominas - prefeituraServidores da Prefeitura de Itaocara e do Governo do Estado tem descontos exclusivos. Descontos válidos somente através do telefone:

Ligue e Confira: (21) 2682-1271

Estudo aponta expansão do mercado especializado em Sustentabilidade, Comunicação e TI

SUSTENTABILIDADE - UCAMPROMINASEstudo feito pelo Profuturo, programa da Fundação Instituto de Administração (FIA), aponta que áreas de mídia digital, sustentabilidade e inovação estão com mais visibilidade no mercado de trabalho. De acordo com a pesquisa, essas áreas precisam de profissionais qualificados e estão dispostas a investir nos salários.

Segundo o estudo, há uma lista de opções de carreiras que são tendências no mercado de trabalho. Cargos que tenham relação direta com tecnologia, sociedade e globalização despontam em oportunidades de emprego. O estudo aponta ainda que sustentabilidade, mídia digital e inovação são as áreas que mais apresentam crescimento na busca por profissionais qualificados. A pesquisa mostra que cursos na área ambiental se destacam. “As empresas perceberam que, além do retorno em marketing, podem até economizar”, diz Daniel Estima de Carvalho, um dos pesquisadores responsáveis pela pesquisa.

Daniel alerta ainda que o crescimento do mercado verde é proporcional a busca por profissionais que acompanham as inovações. Segundo ele, há mudanças constantes que necessitam de atualização e integração entre os setores. “Percebemos que um cargo que faça a ligação entre o mercado e a internet é fundamental”, completa o pesquisador.

A expansão da internet faz com que as pessoas busquem serviços que facilitem a vida e tragam comodidade. Com isso, as empresas terão que acompanhar o fenômeno e atingir o cliente pelo meio mais utilizado, a internet. Dessa forma, sistemas baseados em Tecnologias da Informação (TI) e Comunicação estão em alta e isso demandará profissionais que estejam atentos à era digital.

A Universidade Candido Mendes / UCAMPROMINAS oferece cursos de Pós-Graduação a Distância nas áreas de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Desenvolvimento e Sustentabilidade, Educação Ambiental e Tecnologia da Informação, especialmente desenvolvidos para profissionais que desejam se especializar nas áreas que estão em alta no mercado de trabalho e se destacar em um ambiente altamente competitivo.

Pós Graduação Univ Candido Mendes – UCAM/Prominas – Mangaratiba RJ

A Universidade Cândido Mendes e o Instituto Prominas chegaram a Cidade de Mangaratiba na Costa Verde – RJ, com cursos de Pós Graduação – Lato Sensu (Especialização / 6 Meses / 495hs), Aperfeiçoamento, Extensão, Qualificação e Capacitação Profissional. Agora você não precisa mais sair de sua cidade para estudar sua Especialização. Não perca esta oportunidade, ligue para nós que indicaremos o representante credenciado mais próximo.

Central de Atendimento: (21) 2682-1271 / (21) 8641-1628 / (21) 8112-1604

E-mail: eadriodejaneiro@gmail.com

Conheça um pouco mais da Cidade de Mangaratiba – Rio de Janeiro

Mangaratiba é um município da Microrregião de Itaguaí, na Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localiza-se a 85 quilômetros da capital do estado. Ocupa uma área de 353 083 km² e sua população foi estimada no ano de 2011 em 37 343 habitantes pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo, então, o 44º mais populoso do estado e o menos populoso de sua microrregião.

Localiza-se a 22º57’35” de latitude sul, 44º02’26” de longitude oeste, na região da Costa Verde a uma elevação de dezoito metros do nível do mar. Está a uma distância de 85 quilometros da capital do estado. Limita-se a oeste com o município de Itaguaí, ao norte faz divisa com Rio Claro, a leste com o município de Angra dos Reis. Por fim, é banhado ao sul pela Baía de Sepetiba. De acordo com a contagem da população de 2010, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a cidade possui 37 343 habitantes. O território municipal estende-se por 353,083 km². O ponto mais alto da cidade encontra-se no Pico das Três Orelhas, a 1 035 metros de altitude.

No município, percebem-se três tipos de clima. Em função do relevo, nas áreas serranas, em altitudes superiores a 700 metros, é encontrado o clima mesotérmico, com verões brandos, sem estações secas; na baixada, a situação climática muda completamente, ocorrendo temperaturas mais elevadas, sem estação seca definida. A temperatura média anual é de 25 graus centígrados, com mínima de 10 e máxima de 40 graus centígrados.

O município conta com mais de 34 praias ao longo de sua faixa litorânea, que é acessível pela rodovia Rio-Santos.

Atualmente, Mangaratiba é um município residencial, possuindo grandes condomínios e alguns hotéis e resorts de luxo e um incipiente comércio local. A cidade possui enorme potencial turístico, com localização privilegiada entre os municípios de Angra dos Reis, Parati e Itaguaí, porém sua vocação turística não é plenamente explorada. O turismo é explorado apenas pelos grandes hotéis instalados na região e por poucas empresas de turismo. Os locais mais explorados são os distritos de Itacuruçá, Muriqui e Conceição de Jacareí.

A população de Mangaratiba estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2011 foi de 37 343 habitantes. Em 2010, a população do município segundo o mesmo instituto, era de 36 456 habitantes, o que lhe classificava na 44ª posição a nível estadual. De acordo com o censo de 2010, 17 962 habitantes eram homens e 18 494 habitantes eram mulheres. Ainda de acordo o mesmo censo, 32 120 habitantes viviam na zona urbana (88,11 por cento) e 4 336 na zona rural (11,89 por cento). A densidade demográfica, que é uma divisão entre a população e sua área, era de 103,25 habitantes por quilômetro quadrado.

Dados do Censo 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, apontou que o percentual de católicos em Mangaratiba era de aproximadamente 54,93 por cento, a grande maioria. Os evangélicos compunham a pesquisa com aproximadamente 21,81 por cento de praticantes. Pessoas sem religião aparecem com 13 por cento. As demais crenças contabilizavam 10,26 por cento.

O Município de Mangaratiba está dividido administrativamente em seis distritos: Conceição de Jacareí, Itacuruçá, Muriqui; Serra do Piloto e mais o distrito-sede de Mangaratiba e o distrito de Praia Grande, composto das localidades de Praia Grande e Sahy.

O Produto Interno Bruto de Mangaratiba é o menor de sua microrregião e o 44º do estado. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, relativos a 2008, o produto interno bruto do município era de R$ 453 431 mil. O produto interno bruto per capita é de R$ 14 237 3463 564 mil eram de impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes.

O setor terciário é o mais relevante da economia de Mangaratiba. De todo o PIB da cidade 745 406 mil reais é o valor adicionado bruto da prestação de serviços. O setor secundário vem em seguida. 42 839 mil reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria. Por sua vez, a agropecuária rende 9 041 mil reais ao PIB mangaratibense. No município, destaca-se a produção de banana, cana-de-açúcar, feijão, mandioca e milho, além da criação de caprinos, galináceos, muares, ovinos e suínos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2010, o município possuía um rebanho de 5 310 bovinos, 151 equinos, 489 suínos, 96 caprinos, 8 asininos, 145 muares, 53 bubalinos, 96 ovinos, 1 652 galinhas, galos, frangos e pintinhos. Ainda no mesmo ano, Itaguaí produziu 572 000 de litros de leite, 6 000 dúzias de ovos de galinha e 300 quilogramas de mel.

Atualmente, a economia de Mangaratiba está sustentada na construção civil, exportação de minérios e nas atividades ligadas ao turismo.

O município de Mangaratiba possuía, em 2009, aproximadamente 9 191 matrículas e 35 escolas nas redes públicas e particulares entre os ensinos pré-escolar, fundamental e médio.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e do Ministério da Educação, o índice de analfabetismo no ano de 2000 era mais frequente entre pessoas acima de 25 anos de idade (10,0 por cento), enquanto a faixa etária entre dez e catorze anos possuía a menor taxa (1,4 por cento). A taxa bruta de frequência à escola passou de 64,2% em 1991 para 83,4% em 2000. 764 habitantes possuíam menos de 1 ano de estudo ou não contava com instrução alguma.

Servidores da Prefeitura de Mangaratiba,  Governo do Estado, Servidores Federais, Empresas Conveniadas e Professores tem descontos exclusivos. Descontos válidos somente através do telefone:

Ligue e Confira: (21) 2682-1271