Faculdades Prominas e UFV desenvolvem projeto de Vacina Contra a Dengue

São previstos 2 anos de pesquisa 

No último semestre de 2017 as Faculdades Prominas em parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV) lançaram um audacioso projeto em Montes Claros – uma pesquisa que como objetivo encontrar uma vacina contra o vírus da Dengue, especificadamente para o sorotipo da dengue tipo 3. Se eficaz, a vacina será testada em três outros tipos do vírus.

 Os pesquisadores

A pesquisa que iniciou nos laboratórios da instituição, que são altamente estruturados para o desenvolvimento da pesquisa relacionando-os a biotecnologia. A pesquisa conta com a participação dos pesquisadores Prof.Dr Caio Roberto Soares Bragança, Profa Me. Joanilva Ribeiro Lopes e pela Profa. Me Ângela Madureira, bem como pelos acadêmicos dos Cursos de Ciências Biológicas e Enfermagem da Instituição. “O primeiro passo se deu através das discussões estratégicas metodológicas de artigos relacionados à doença”, explica a Joanilva.  O professor Dr. Caio Roberto Soares Bragança afirmou que também já estão sendo realizados treinamentos com a equipe, em que são abordadas técnicas avança das de biologia molecular.

O professor Caio, ainda explica que já existem em fase de teste no Brasil, vacinas de vírus atenuados, mas com esta vacina o vírus continua no corpo, porém de forma inativa. “Desta forma, a própria vacina em alguns casos provoca a volta do desenvolvimento do vírus em alguns organismos do contraente e ainda pode causar aos usuários muitos efeitos colaterais visivelmente ofensivos”, destacou.

Oportunidade

A estudante Andréia Pereira, enfatizou que a pesquisa é uma grande oportunidade para adquirir novos conhecimentos e ainda poder ajudar. “É muito gratificante poder contribuir para a sociedade de maneira efetiva por meio desta pesquisa”, acrescentou. Já o aluno Gabriel Filip Durães Dias, se considerou honrado em poder participar e estar entre os selecionados do projeto. “É um sonho de criança poder participar de propostas que podem mudar a vida das pessoas”, refletiu.

Segundo a Diretora Acadêmica das Faculdades Prominas, Ângela Madureira, a instituição se sente honrada em conferir o papel dela de difusora de conhecimento numa pesquisa de tamanha importância. “É gratificante ver o desempenho de todo o corpo docente e discente da faculdade, na qual oferecemos todo o apoio e suporte possível para que os acadêmicos possam fazer algo que reverta esse quadro de contraentes que ainda é grande, e que ajude a melhorar a vida das pessoas”, esclareceu.

 

 

Área educacional e as oportunidades de colocação no mercado.

A procura pela formação e especialização na área educacional tornou-se peça fundamental para a inserção dos docentes no mercado de trabalho e o Brasil é um país que necessita de professores qualificados e prontos para encarar as novas exigências da área. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o país conta com 186,1 mil escolas de educação básica, ou seja, quase 200 mil escolas que oferecem o primeiro nível do ensino escolar que compreende três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

O Censo Escolar da Educação Básica de 2016, também realizado pelo INEP, identificou em relação à escolaridade dos docentes, que 77,5% dos professores que atuam na educação básica possuem nível superior completo. Desses docentes com graduação, 90,0% concluíram um curso de licenciatura. Geralmente, os profissionais que desejam atuar nas diversas áreas da educação escolhem o curso de Pedagogia. O pedagogo é um profissional de grande importância, pois ele é capaz de ensinar jovens, adultos e crianças e pode atuar em escolas públicas e privadas, creches, ONGs, elaboração de materiais didáticos, entre outros segmentos.

Muito mais que sala de aula

O pedagogo não se limita apenas em sala de aula, ele pode atuar na gestão escolar, supervisão de ensino, coordenação pedagógica e direção. O campo de atuação para o pedagogo é bastante amplo e está presente não só nas escolas, mas também nos hospitais, presídios e empresas.Fica claro perceber que a procura pela atuação na área educacional tem aumentado e, percebendo isso, as instituições de ensino superior vêm atualizando seus cursos de forma a atender as exigências do mercado para oferecer um ensino de qualidade aos seus alunos.

A estudante de Pedagogia, Camila Oliveira Costa Cabral, 25, pontua que “não é a quantidade de profissionais que é maior ou menor que a demanda existente, e sim a qualidade dos profissionais que atuam nesta área. Para ser professor tem que ter o dom de ensinar, gostar, se dedicar e buscar sempre aprender”.Camila ressalta também que “não adianta ter a formação se não tiver amor à profissão. Estudar, adquirir conhecimentos nunca é demais. Hoje, temos várias situações nas escolas em que devemos estar situados para trabalharmos de forma correta. Crianças especiais são uma delas”.

Educação Especial torna-se obrigatória no ensino regular 

De acordo com a Resolução CNE/CP nº1/2002, que estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, as instituições de ensino superior devem prever em sua organização curricular, formação docente voltada para a atenção à diversidade e que contemple conhecimentos sobre as especificidades dos alunos com necessidades educacionais especiais.Conforme o Censo, 57,8% das escolas brasileiras têm alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades incluídas em classes comuns. Em 2008, esse percentual era de apenas 31%.Esse crescimento mostra que a demanda de profissionais aumentará no decorrer dos anos e, a exemplo disso, temos as designações das Secretarias de Educação dos estados brasileiros, que selecionam professores de várias formações, inclusive na educação especial para atuarem nas escolas públicas.Os índices têm aumentado graças à Política Nacional de Educação Especial Inclusiva, formulada pelo Ministério de Educação e Cultura, permitindo a convivência de alunos com necessidades especiais nas escolas de ensino regular.

As instituições estão de olho no mercado

Diversas instituições já oferecem especialização voltada para o ensino na educação especial, a exemplo disso, o Instituto Prominas oferece Pós-graduação em Educação Especial que habilita o professor a lecionar e acompanhar os alunos especiais, além de ofertar vários outros cursos de pós-graduação voltados para gestão, supervisão e administração escolar.

GESTÃO DE PRODUÇÃO E LOGÍSTICA EMPRESARIAL

Nome do Curso

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, Especialização em Gestão de Produção e Logística Empresarial.

A Universidade

A Universidade Cândido Mendes / UCAM tem como mantenedora a Sociedade Brasileira de Instrução, a mais antiga instituição particular de ensino superior do país, fundada em 1902 pelo Conde Cândido Mendes de Almeida. Com 115 anos de existência, a Universidade Candido Mendes possui excelência no ensino, pesquisa e extensão, contribuindo para o fomento, aprimoramento e evolução acadêmica de no país.

A PROMINAS é uma entidade jurídica, localizada na cidade de Coronel Fabriciano – MG, na região do Vale do Aço em Minas Gerais. Região esta compreendida por Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo, principais cidades onde estão localizadas indústrias, entre as melhores e maiores do mundo em seus ramos de atividades.

A UCAMPROMINAS é uma instituição voltada para a formação de profissionais capazes  de interagir no mercado de trabalho, caracterizada pelo atendimento aos desafios  originados da rápida expansão e evolução das diferentes  tecnologias. Surgiu através de uma parceria da UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES e o INSTITUTO PROMINAS, atuando na divulgação, apoio operacional, logístico e na captação de alunos.

Certificação e Autorização

Certificação: Universidade Candido Mendes
Gestão Acadêmica: Universidade Candido Mendes
Gestão Administrativa e Logística: Instituto Prominas
Declaração de Convênio UCAMPROMINAS – CLIQUE AQUI
Modelo de Certificado – CLIQUE AQUI

Amparo Legal e Portaria MEC

O curso atende todas as exigências da Resolução No. 01 do dia 08/06/2007 e da Portaria do MEC No. 1.282 do dia 26/10/2010 e publicada no DOU – Diário Oficial da União no dia 27/10/2010 – Seção 01 e Página: 38, com validade em todo território nacional.

Credenciamento do Curso MEC: CLIQUE AQUI
Credenciamento de Todo os Cursos MEC: CLIQUE AQUI

Público Alvo

Ensino Superior – Graduados em Qualquer Área do Conhecimento – Graduação Tradicional ou Tecnológica.

Modalidade de Ensino – EAD/OnLine

Curso em Modalidade EAD/OnLine – Atendimento em Todo o Território Nacional.

Nesta modalidade de ensino, os estudos são desenvolvidos a distância e não depende de formação de turma, sendo assim, o ensino é individualizado, tendo o aluno iniciado o curso a qualquer momento.

Os cursos são ministrados através da internet com o material didático disponível no AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem/Portal do Aluno e/ou com material impresso em apostilas personalizadas, além disso, contamos com atendimento específico ao aluno através de diversas tecnologias, tais como:  Chat Online, WhatSapp, 0800, e-mail, fale conosco, professores on-line, fórum de discussões, e sempre terá um professor de plantão de 08 as 18 horas, de segunda a sexta-feira para esclarecimentos de dúvidas sobre os conteúdos dos cursos, avaliações e TCC (artigo científico ou monografia).

Metodologia de Ensino: CLIQUE AQUI

Informações Gerais

Duração: 6 Meses (Podendo ser Prorrogado até 18 meses – por solicitação discente).
Carga Horária: 495 Horas.
Inscrições: Abertas / Início do Curso: Imediato.
Grade e Ementa do Curso: CLIQUE AQUI
Grade e Ementa de Todos os Cursos: CLIQUE AQUI

Investimento e Valores: CLIQUE AQUI

FAÇA A SUA MATRICULA